Atendimento CrediAliança

Por que agricultura familiar é tão importante para o Brasil?


A agricultura familiar é aquela realizada por pequenos produtores, na maioria das vezes mantida pelos membros de uma mesma família ou com o auxílio de alguns funcionários.

Para se enquadrar nessa categoria, é preciso que a maior parte da renda familiar seja obtida por meio de atividades agrícolas estabelecidas no território rural da família.

O principal benefício da agricultura familiar está na grande quantidade de alimentos produzidos para o mercado interno, visto que, normalmente, nesse tipo de agricultura, os produtos não são exportados para o exterior.

De acordo com o Censo Agropecuário, a agricultura familiar é responsável por:

– 21% do total de trigo produzido;
– 30% da criação nacional de bovinos;
– 34% do total de arroz produzido;
– 38% do total de café produzido;
– 46% do total de milho produzido;
– 50% da produção nacional de aves;
– 58% do total de leite produzido;
– 59% da criação nacional de suínos;
– 70% do total de feijão produzido;
– 87% do total de mandioca produzida.

A alta produtividade e o bom aproveitamento das terras por esses agricultores são fatores muito importantes para a economia local.

Além disso, a agricultura familiar é essencial para fomentar uma produção de alimentos sustentável e imprescindível para erradicação da fome do mundo.

Outro fator que faz da agricultura familiar de suma importância para o Brasil é a preservação de hábitos alimentícios tipicamente brasileiros, principalmente aqueles regionais, como: cacau, cupuaçu e o açaí. Eles são essenciais para a proteção da biodiversidade agrícola, dos costumes regionais e da cultura nacional, além de desenvolver economicamente e socialmente alguns municípios brasileiros.

Segundo o Censo agropecuário, a policultura advinda da Agricultura Familiar é a base da economia de 90% dos pequenos municípios de até 20 mil habitantes.

« VOLTAR

Mais Informativos